Aspectos da cultura irlandesa na tradução do conto “The Boarding House” de James Joyce

Joyce S. Fernandes

Resumo


O presente estudo tem por objetivo analisar e refletir sobre algumas das opções e escolhas de tradução feitas por Lucia Collin e Hamilton Trevisan no processo tradutório do conto “The Boarding House”, de James Joyce (1882-1941), com relação à manutenção dos aspectos culturais delineados por Joyce ao longo do conto referentes à sociedade irlandesa do início do século XX. Tais aspectos foram analisados sob a perspectiva interdisciplinar da Literatura Comparada e dos Estudos de Tradução Literária, com aporte teórico fundamentado em Coutinho (2004), Martins (2011), Pagano (2000) e Santiago (2000). Foi possível identificar maior fidedignidade com relação ao texto original na tradução de Collin.

 

Palavras-chave: Tradução Literária; James Joyce; Estudos Comparativos.

 

Aspects of the Irish culture in the translation of the short story “The Boarding House” by James Joyce

 

Abstract

This study aims to analyze and reflect on some of the options and choices of translation made by Hamilton Trevisan and Lucia Collin during the translation process of the short story “The Boarding House” by James Joyce (1882-1941), with regard to the maintenance of cultural aspects outlined by Joyce along the tale concerning the Irish society in the early twentieth century. These aspects were analyzed through the interdisciplinary perspective of the Comparative Literature and the Literary Translation Studies, based on Coutinho (2004), Martins (2011), Pagano (2000) and Santiago (2000). It was possible to identify more fidelity in relation to the original text in Collin’s translation.

Keywords: Literary Translation; James Joyce; Comparative Studies.


Palavras-chave


Tradução Literária; James Joyce; Estudos Comparativos

Texto completo:

PDF

Referências


COLLIN, Luci. Contos Irlandeses do Início do Século XX. Curitiba: Travessa dos Editores, 2007.

COUTINHO, Eduardo. La Literatura Comparada en América Latina: sentido y funcción. In: Voz y Escritura, Revista de Estudios Literarios, n. 14, p. 237-258, enerodeciembre 2004.

JOYCE, James. Dublinenses. Tradução de Hamilton Trevisan. São Paulo: Folha de São Paulo, 2003. Disponível em: Acessado em 10 de Setembro de 2012.

JOYCE, James. The Boarding House. Disponível em: Acessado em 10 de Setembro de 2012.

MARTINS, Marcia A. P. O papel da Tradução como força modeladora dos sistemas literários. In: Centro, Centros: Literatura e Literatura Comparada em Discussão, n. 179, p. 111-126. Curitiba: Ed. UFPR, 2011.

PAGANO, Adriana Silvina. América Latina, Tradução e Pós-colonialismo. In: Alfa, 44, n. especial, p. 157-167, São Paulo, 2000.

RODRIGUES, Sara Viola. Os limiares da crítica da Tradução na pós-modernidade. In: Culturas, Contextos e Discursos: limiares críticos do comparatismo, coordenado por Tânia Franco Carvalhal, p. 122-137. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 1999.

SANTIAGO, Silviano. Uma Literatura nos Trópicos. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2000.

SANTOS, Gilfrancisco. James Joyce: Um viajante circular ou babélica explosão. Disponível em: Acesso em: 20/09/2012.

SOUZA, Eneida Maria de et MIRANDA, Wander Melo. Perspectivas da Literatura Comparada no Brasil. In: Culturas, Contextos e Discursos: limiares críticos do comparatismo, coordenado por Tânia Franco Carvalhal, p. p. 39-51). Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rónai está cadastrada nos seguintes indexadores: DiadorimLivReLatindexEBSCOREDIBMLA