Prolegômenos ao estudo da história da ‘estilística’

Marina Albuquerque, Prof. Dr. Henrique Cairus

Resumo


O artigo apresenta alguns resultados de um estudo histórico do conceito de ‘estilística’ (e sua relação com os de ‘figura’ e ‘tropo’) nas gramáticas normativas do Português usadas tradicionalmente nas escolas brasileiras. Toma-se como ponto de partida o espaço ocupado pelo tema nas gramáticas e as raízes antigas desse lugar. Para tanto, recorre-se às gramáticas da Antiguidade Ocidental, que também servirão de necessário material documental para a compreensão e historicização dos conceitos de figura e tropo, que raramente são discernidos entre si nas gramáticas modernas.

 

Palavras-chave: estilística; gramática; figuras de linguagem; tropos.

 

Abstract

This paper presents some results of a historycal study on the concept of ‘stylistics’ (and its relation with those of ‘figure’ and ‘trope’) in Portuguese normative grammars traditionally used in Brazilian schools. It was taken as starting point the space occupied by the theme in grammars and its ancient roots. Therefore, grammars from Western Antiquity were resorted, which will also serve as necessary documental material to comprehend and historicize the concepts of figure and trope, rarely discerned from each other in modern grammars.


Keywords: stylistics; grammar; figures of speech; tropes.


Palavras-chave


estilística; gramática; figuras de linguagem; tropos

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDRE JR., Manuel. Os Exercícios Preparatórios de Retórica: Formas Básicas de Argumentação e Expressão Literária. In: Retórica Rhetoric, Actas: I Congresso Virtual do Departamento de Literaturas Românicas, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 28 de Março a 1 de Abril de 2005.

ALONSO, Martín. Ciencia del linguage y arte del estilo. Madrid: Aguilar, 1970 [1947].

BARATIN, Marc & DESBORDES, Françoise. La “troisieme partie” de l’ars gramatica. Historiographia Linguistica 13:2/3. 1986. (pp. 215–240)

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa: cursos de 1º e 2º graus. 23ª ed. São Paulo: Editora Nacional, 1978.

______. Moderna gramática portuguesa. 37ª ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

CÂMARA JR., Joaquim Mattoso. Dicionário de Linguística e Gramática. 11ª ed. Petrópolis: Vozes, 1984.

CUNHA, Celso & CINTRA, Luis Filipe Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

DEZOTTI, Lucas Consolin. Arte menor e Arte maior de Donato: tradução, anotação e estudo introdutório. Dissertação de Mestrado. São Paulo: USP, 2011.

DUBOIS, Jean. Dicionário de Linguística. São Paulo: Cultrix, 1973.

FIORIN, José Luiz. Figuras de retórica. São Paulo: Contexto, 2014.

FIGUEIREDO, António Cândido de. Gramática Sintética da Língua Portuguesa: para o ensino secundário. 7ª ed. Lisboa: Livraria Clássica Editora, 1955.

FORTES, Fábio da Silva. Sintaxe greco-romana: Prisciano de Cesareia e Apolônio Díscolo na história do pensamento gramatical antigo. Tese de Doutorado. Campinas: UNICAMP, 2012.

KEIL, H. (ed.). Grammatici Latini. Leipzig: Teubner, 1855-1880 [repub. Hildesheim: Olms, 1981].

LALLOT, Jean. La grammaire de Denys le Thrace. Paris: CNRS, 1998.

LIMA, Carlos Henrique da Rocha. Gramática normativa da língua portuguesa. Rio de Janeiro: F. Briguiet & Cia Editores, 1957.

______. Gramática normativa da língua portuguesa. 21ª ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1980.

______. Gramática normativa da língua portuguesa. 50ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2012.

NEVES, Maria Helena de Moura. Vertente grega da gramática tradicional. São Paulo: UNESP, 2004 [1987].

PEREIRA, Eduardo Carlos Pereira. Gramática Expositiva – Curso Superior. 65a. Ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1948 [1907].

PEREIRA, Marcos Aurelio. Quintiliano Gramático: o papel do mestre da gramática na Institutio oratoria. São Paulo: Humanitas/ FFLCH/ USP, 2000.

SCHNEIDER, R. & UHLIG, G. Grammatici Graeci, 1-3. Leipzig: Teubner, 1878- 1910 (republicado: Hildesheim: Olms, 1965).

TORZI, Ilaria. Ratio e Usus: Dibattiti antichi sulla dottrina delle figure. Milão: Vita e pensiero, 2000.

UCHÔA, Carlos Eduardo Falcão. Introdução. In: MATTOSO CÂMARA Jr., Joaquim. Dispersos. Seleção e introdução por Carlos Eduardo Falcão Uchôa. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1972.

VASCONCELLOS, J. Leite de. Lições de Filologia Portuguesa. Livros de Portugal. Rio de Janeiro: 1959. Colecção Brasileira de Filologia Portuguesa.

YLLERA, Alicia. Estilística, poética e semiótica literária. Coimbra: Almedina, 1979.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rónai está cadastrada nos seguintes indexadores: DiadorimLivReLatindexEBSCOREDIBMLA